Casa Tuga

Posts Tagged ‘online

O eBay associou-se ao World of Good para lançar um novo portal de venda de produtos de origem étnica e com objectivos sociais e ambientais. As receitas do portal serão partilhadas entre os dois parceiros e os produtores dos artigos que são vendidos no site, numa lógica de comércio justo.

World Of Good by Ebay A experiência do eBay e a sua marca são importantes neste projecto apesar dos produtos não serem leiloados mas vendidos com preço fixo. A informação sobre os produtos também é mais rica, nomeadamente em relação à sua origem, aos produtores e até sobre o seu impacto no ambiente.

O novo site é dirigido a consumidores mais eco-conscientes, que não se importam de pagar um valor mais elevado por um produto mas que querem conhecer a sua origem e a forma como foi fabricado/produzido.

Os produtos à venda abrangem um leque variado, desde café da Costa Rica a creme facial livre de toxinas produzido em Londres.

Segundo dados avançados pelas empresas, o mercado de produtos de comércio justo está estimado em 206 mil milhões de dólares anuais nos Estados Unidos, sendo a Whole Foods um dos pioneiros.

Queres fazer compras ecológicas ?? Se sim, clicka aqui.

Estudantes de pós-graduação de uma universidade escocesa vão aprender a arte de penetrar em sistemas de computador, ou seja, serão treinados para ser hackers.

Nmap Hacking

O curso de “Ethical Hacking and Computer Security” (Hacker Ético e Segurança de Computadores) oferecido pela Abertay University vai explorar métodos usados por criminosos para atacar as redes de computadores.

Os alunos vão aprender como testar os sistemas para encontrar pontos vulneráveis e criar formas de protegê-los.

Os organizadores do curso acreditam que dois anos depois de completar o curso, os alunos podem estar ganhando bons salários, segundo os padrões britânicos.

A universidade já oferece cursos de graduação em Ethical Hacking and Countermeasures (Hacker Ético e Medidas de Prevenção).

O director do departamento de Computação Lachlan MacKinnon disse: “Uma das suposições que as pessoas fazem é de que se compram programas anti-vírus vão estar protegidas contra todos os vírus conhecidos”.

“Isto pode até ser verdade, mas tem muita coisa por aí que nós desconhecemos”, disse ele.

“Então, criar sistemas mais efectivos e modelos de segurança para garantir que não tenhamos esses problemas é o que forma a base desse curso”.

MacKinnon acrescentou que as grandes empresas não precisam temer que os estudantes se tornem “perigosos” e usem seu conhecimento para o mal.

“Na indústria nós nos referimos às pessoas com chapéus brancos e pretos, isso vem dos antigos filmes de faroeste”, ele disse.

“Mas na realidade somos muito cuidadosos na selecção das pessoas que trazemos para o programa”.

Segundo o director, a universidade adopta procedimentos de selecção muito rigorosos, verificando possíveis registos criminais.

“Somos muito cuidadosos para assegurar que as pessoas que são admitidas estão fazendo isto pelas razões certas”.

Quem quer vir comigo para a escócia  ?? 😛