Casa Tuga

Patente de Bill Gates pode salvar o mundo de outro furacão Katrina

Posted on: 12 Julho 2009


Não contente em ser o homem mais rico do mundo, Bill Gates está planejando aumentar seu poder e controlar as condições meteorológicas do mundo. Mais precisamente, ele requisitou uma patente para um sistema que, segundo ele, pode evitar um novo furacão Katrina.

O ex-CTO da Microsoft, Nathan Myhrvold, e Bill Gates requisitaram cinco patentes que sugerem uma frota de navios especialmente equipados para serem ativados no trajeto de um furacão — navios que são capazes de reduzir a temperatura da superfície do oceano misturando água fria retirada de áreas mais profundas. Isso reduz a condensação, resultante do calor, que causa furacões.

Claro, alterar, de forma significativa, a temperatura da superfície de uma grande massa de água precisaria de muitos, muitos navios… e Gates reconhece isso. No pedido de patente, constam algumas propostas de como financiar esta empreitada, incluindo vender seguros em áreas onde é maior a tendência de ocorrerrem grandes tempestades. Eu duvido seriamente que este plano seja plausível, mas se alguém conseguiria realizar esse plano, esse alguém seria Bill Gates. Além disso, mesmo que isto não funcione, ele ainda vai ter um importante trabalho com barris de cerveja high-tech. Gizmodo Br

1 Response to "Patente de Bill Gates pode salvar o mundo de outro furacão Katrina"

Eu não acredito muito que isso seja possível no presente, mas se é uma coisa é certa que não se deve brincar com a natureza….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: